Atendimento (51) 99314-9683 (51) 99314-9683 (WhatsApp) SEG a SEX 10h às 18h

Câncer de Mama nas Fêmeas

Gata

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assim como nas mulheres, nossas amiguinhas também são vítimas do câncer de mama. Mas como prevenir e como fazer os exames caseiros periódicos nelas? E o que acontece se encontrarmos um “carocinho na barriguinha”.

 

Cadela

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As cadelas e gatas possuem duas cadeias mamárias compostas de quatro a cinco mamas que se estendem pelo tórax e abdome, mediante a isso, é muito comum observar várias mamas com tumores.

Esta enfermidade geralmente é desencadeada pela própria produção de hormônios que acontecem durante os períodos de cio, mas também pode ocorrer pela administração de medicamento anticoncepcional, que eleva ainda mais os níveis de hormônios.

A maior ocorrência deste tipo de tumor prevalece em fêmeas com mais de cinco anos e não castradas antes do primeiro cio e é mais comum em cadelas do que em gatas.

A consequência destes nódulos nas mamas é que seu desenvolvimento pode chegar a grandes proporções, fazendo com que o tumor cresça tanto que a pele não suporte e assim ocorra a ulceração, abrindo uma ferida no local de difícil cicatrização causando muita dor e desconforto à sua mascote. Em casos mais severos pode ocorrer o processo de metástase, ou seja, as células deste tumor podem se espalhar para outros órgãos internos como pulmão e fígado e causar a morte do animal.

Gatinha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- Quanto antes o caso for detectado e tratado, mais simples será a cirurgia e maiores serão as chances de não haver recidiva. Para fazer o exame, coloque a gatinha ou cadelinha de barriga para cima. Acaricie a barriguinha pressionando levemente ao longo das cadeias mamárias em busca de nódulos estranhos. Caso encontre qualquer alteração procure imediatamente um médico veterinário. Faça o exame sempre que possível, principalmente se sua amiga tiver mais de cinco anos.

Nunca, em hipótese alguma, faça o uso de medicamentos anticoncepcionais, pois a sua administração com certeza irá desencadear um tumor de mama.

– Procure realizar a castração precoce, ou seja, antes do primeiro cio, pois é cientificamente comprovado que a castração é o melhor método para se evitar o aparecimento de câncer de mama em cadelas e gatas.

– Leve sempre sua mascote com frequência ao médico veterinário, somente este profissional é capaz de diagnosticar um possível câncer de mama.

 

Cao

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na maioria dos casos, deve ocorrer a retirada dos nódulos que, em processos mais radicais, demandará a retirada das cadeias mamárias, isso é chamado de Mastectomia. Além deste procedimento deverá ser realizada a castração, a fim de se evitar a produção de hormônios e ocorrer a recidiva.

Artigo baseado no texto do Dr.Rodrigo Antonio Bós Vidal
Médico Veterinário – CRMV SP 29835